segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

BISCOITINHO DE QUEIJO


Com chá, com café, com refrigerante, com suco... não importa! O que importa é que esse danadinho, mesmo sozinho, é divino! Gosto de usar o polvilho azedo do Zé. Mas não é em todo lugar que acho para comprar. Hoje, usei polvilho doce (não cresce como o azedo!). Despejei-o numa bacia e, por cima, joguei e incorporei (esfregando o polvilho com as duas mãos) um copo (americano) de leite integral, na temperatura ambiente. Liguei o forno e programei-o para 200 graus. Numa frigideira mais funda, coloquei um copo (americano, pelo vinco) de óleo de soja e levei ao fogão, para esquentar bastante (fiz o truque de jogar dentro um palito de fósforo que acendeu e identificou o ponto). Despejei, com cuidado, o óleo quente sobre o tal polvilho que, anteriormente, umedeci com leite. Acrescentei uma colher (sopa) do meu tempero (pode ser sal a gosto, também), quatro ovos, um prato (fundo) de queijo ralado, mais meio copo (americano) de leite e amassei até incorporar bem todos os ingredientes. O ponto é mais para o de massa durinha. Fica soltando das mãos que nem precisam ser untadas na hora de enrolar os biscoitinhos, em forma de meia lua. Quem gosta de pão de queijo, também sabe apreciar esta quitanda que leva os mesmos ingredientes do pão de queijo, mas fica mais crocante e sequinho. Os netos preferem qualquer um; curtem do mesmo jeito... Quem curte mais é a avó que constata que agradar o paladar de neto é quase tão bom quanto ter certeza que o paraíso também é um bem terreno... E muito mais fácil de ser conquistado!
Sítio Rosa Mística, 18 de fevereiro de 2011.

Um comentário:

  1. Essa gatinha feliz é a Clarisse que fez um aninho dia 22 de janeiro e deu os primeiros passos no sábado, 19 de fevereiro, dia seguinte àquele em que ela ajudou a avó a fazer os biscoitinhos de queijo. Será que os tais biscoitinhos realizaram algum benefício nesse sentido?! Quero (e posso!) crer! Parabéns, mocinha, por mais este feito! Você é um prêmio que Deus mandou para enfeitar nossas vidas!

    ResponderExcluir